8 características de startups

Compartilhe:

As startups são pequenas empresas que buscam resolver um problema de determinado grupo social por meio de tecnologia e inovação. Elas crescem em ritmo acelerado, geram lucros inigualáveis e possuem baixo custo de manutenção. Hoje, segundo a Associação Brasileira de Startups (Abstartups), existem 12.881 empreendimentos desta natureza no Brasil.

Para te ajudar a entender melhor desse modelo de negócio, elencamos algumas características comuns a muitas startups:

  1. Identificação da dor de determinado público

Essas empresas surgem de ideias que prometem mudar o dia a dia das pessoas. Ela deve identificar a dor de determinado público, o que ele necessita e desenvolver uma solução para solucionar este problema.

  1. Inovação

Atualmente, com tantos modelos de negócios já existentes, é preciso inovar para conseguir um espaço no mercado. Além disso, a startup deve apresentar uma vantagem competitiva em relação aos seus concorrentes, portanto, deve desenvolver e implementar tecnologias disruptivas.

  1. Capacidade de atuar em um cenário de incertezas

Não existe uma fórmula para a criação de startups, então ao decidir criar o próprio negócio, o empreendedor embarca em uma viagem rumo ao desconhecido. Esses profissionais que optam por esse modelo de negócio também vivem na incerteza de se a solução se sustentará no dia seguinte, afinal eles atuam com tentativa e erro.

  1. Modelo de negócio repetível e escalável

Quando dizemos que um empreendimento é repetível, significa que ele pode entregar uma quantidade ilimitada da sua solução. O termo escalável, por outro lado, simboliza a capacidade da empresa crescer e gerar lucro rapidamente. Como as startups são pequenas e tendem a atender muitos clientes, essas duas concepções não podem faltar no seu modelo de negócios.

  1. Time formado por pessoas com diferentes habilidades

Sem uma boa equipe, nenhum negócio vai para frente. Ter pessoas capacitadas e de diferentes áreas faz com que a empresa tenha a capacidade de superar os obstáculos, afinal suas habilidades são complementares.

  1. Funcionar em qualquer lugar

Hoje em dia, a maioria das startups está alocada em coworkings, portanto não contam com uma grande estrutura por traz. Isso deixa o custo da empresa mais baixo. Além disso, como não se trata de um espaço fixo, elas podem se adaptar a qualquer lugar.

  1. Saber fazer networking

Interagir com outros empreendedores ou empresários com experiência, que podem dar conselhos para o negócio prosperar e indicar possível parceiros e clientes, é importante para a continuidade da startup. Por isso, nenhum contato deve ser desprezado.

  1. Dedicação

Não é fácil criar e gerir a própria empresa. Em muitos momentos, é preciso sobrepor as necessidades pessoais em função da startup. Por esse motivo, o empreendedor deve estar motivado e se manter firme diante dos problemas para não fracassar.