Especial 10 anos: projeções do Hub InovAtiva para o futuro

Compartilhe:

Especial 10 anos: projeções do InovAtiva para o futuro

Ao longo dos 10 anos desde sua criação, os programas de aceleração, eventos de conexão e outras ações do InovAtiva prestaram mais de 5.100 atendimentos a startups e projetos de negócios inovadores. Considerando-se apenas os programas nacionais de aceleração de negócios inovadores realizados diretamente pelo Hub – InovAtiva Brasil e InovAtiva de Impacto Socioambiental – foram aceleradas mais de 3.900 startups e projetos de negócios inovadores, atendendo empreendedores de mais de 900 municípios de todos os estados brasileiros.

Além disso, o Hub InovAtiva contribui com diversas ações de conexão voltadas para os demais atores do ecossistema de inovação, como: mentores(as), líderes de comunidade, investidores(as), empresas interessadas em inovação aberta, entidades locais de fomento à inovação, entre outros.

De acordo com Roberta Ludwig, Coordenadora Geral do InovAtiva pelo Ministério do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços (MDIC) – realizador do hub, o programa é um dos maiores do gênero da América Latina. “Já recebemos diversos reconhecimentos do ecossistema ao longo desses 10 anos, incluindo, a 1ª posição do ranking “100 Open Startups” em 2019 e 2020 (ficando recorrentemente no top 3 neste e em outras premiações, como o Startup Awards). Recentemente, em 2022, também recebemos o Prêmio de Reconhecimento Profissional do então Ministério da Economia, na categoria ideias inovadoras”, declarou.

 

Mudanças do Hub na última década

O InovAtiva foi lançado em 2013 com o desafio de democratizar o acesso às ferramentas de aceleração para startups em todo o território nacional. Buscava-se oferecer conhecimentos essenciais sobre negócios, linguagem empreendedora e investimentos para aproximar as startups dos investidores e suprir essa necessidade de conexão no mercado. Passados os ciclos iniciais, nesses 10 anos, o projeto:

  • Ganhou escala, passando a atender de 400 a 600 startups por ano com conteúdos e mentorias on-line individuais e em grupo, eventos presenciais de conexão e um evento final em São Paulo para os empreendimentos que completem todo o ciclo;
  • Em 2017, deu-se início ao projeto de internacionalização de startups, o Startup OutReach Brasil (antigo Startout Brasil). Ao todo, já são mais de 390 atendimentos voltados ao apoio à internacionalização de startups por meio desse programa;
  • Em 2016, o InovAtiva passou a contar com o InovAtiva de Impacto Socioambiental, programa de aceleração voltado para empresas inovadoras, de base tecnológica, que têm como missão gerar impacto social ou ambiental positivo; 
  • A partir de 2017, a rede de mentores alcançou mais de 1.000 colaboradores voluntários registrados, oferecendo seus conhecimentos técnicos para apoiar startups em todo o país;
  • Em 2021, o InovAtiva Brasil evoluiu para Hub InovAtiva, ampliando sua atuação para todo o ecossistema de empreendedorismo inovador com formação empreendedora, apoio para projetos e ideias saírem do papel, aceleração de negócios e eventos e ações de conexão;
  • Por fim, o ano de 2022 trouxe consigo o projeto de aceleração subnacional, Powered by InovAtiva – que já tem mais de 160 startups atendidas – e que oferece suporte técnico e apoio metodológico à implementação e execução de programas de aceleração de projetos e negócios inovadores em âmbito local e regional, contribuindo para o desenvolvimento dos ecossistemas de startups e empreendedorismo inovador brasileiros.

 

Projeções para o futuro

O Hub InovAtiva é fruto de trabalho coletivo e colaborativo entre diversas entidades do setor público e privado. No cenário atual, nota-se que o número de ações e projetos de aceleração, incubação e formação empreendedora se multiplicaram, demonstrando maior preparo de alguns ecossistemas. Neste sentido, o Hub InovAtiva tem voltado seu olhar para carências ainda não atendidas pelo setor público, como: fortalecimento de ecossistemas locais e regionais, conexão entre startups, indústria, governo e empresas para fomentar a inovação aberta.

Para Roberta, “a primeira década do programa trouxe maturidade e experiência que ajudaram a evoluir e modificar não só o Hub, mas também os ecossistemas de empreendedorismo inovador como um todo, fortalecendo e conectando seus atores. Pensando no futuro, o InovAtiva tende a ser mais dinâmico e, principalmente focado em qualidade”, pontuou. 

Já para André Ribas, Coordenador do Hub InovAtiva pela Fundação CERTI, “a longevidade do InovAtiva como política pública evidencia a sua relevância para o desenvolvimento dos ecossistemas, principalmente como indutor de ações inovadoras para a conexão de seus atores. E é esse papel de conector que buscaremos fortalecer daqui para frente, de forma a contribuir para a consolidação de ecossistemas pujantes e sustentáveis”, destacou. 

“Outra preocupação é com a manutenção e fortalecimento do legado de conquistas do InovAtiva nesses 10 anos, principalmente em relação ao reconhecimento que o Hub tem junto às comunidades. Cada vez mais, queremos colaborar com demais atores compartilhando modelos, metodologias e ferramentas especializadas em empreendedorismo inovador, como fazemos, por exemplo, no Powered by InovAtiva”, finalizou André.

Selecione a Plataforma desejada

Nacional

Regional